PM DÁ CHOQUE EM CRIANÇA NO COLO DO PAI

O VÍDEO DE UMA AÇÃO DA PM DE, SANTA CATARINA EM UMA ATITUDE ABUSIVA, QUANDO O SER HUMANO DESPREPARADO RESOLVE DESCARREGAR TODO SEU CONHECIMENTO EM UMA ABORDAGEM, NÃO HÁ LIMITES PARA AS ATROCIDADES QUE COMETE
 O vídeo postado no Facebook na segunda-feira (23) foi compartilhado por diversas pessoas que consideraram a atitude abusiva.



Nas imagens, policiais abordam um homem que está com uma criança no colo e ordenam que ele solte a criança, mas o homem desobedece. Quando, após muita discussão, o homem decide sentar na calçada, ele é atingido por um disparo de arma de choque - e a criança em seu colo também. 
QUAL A SUA OPINIÃO:


POLÍCIA MILITAR DE POMERODE PUBLICOU UMA NOTA COM A VERSÃO DOS POLICIAIS SOBRE A ABORDAGEM:

Ocorre que, segundo relato dos policiais que atenderam a ocorrência, na tarde de 22 de janeiro de 2017 a guarnição policial militar foi acionada pela Central Regional de Emergência para atender uma ocorrência de violência doméstica e dano, sendo que o ex-marido teria arrombado a porta da residência, com o objetivo de tirar o filho a força da casa da mãe.

No momento em que a guarnição policial chega no local e tenta contato com a solicitante (tocando a campainha onde ninguém atendeu), o ex-marido chega dirigindo o veículo dizendo que queria devolver a criança que tinha pego anteriormente.

O ex-marido se mostrou bastante irritado querendo saber o que a polícia fazia no local e quem que havia chamado, querendo sair com seu veículo a todo instante, oportunidade que logo se constatou o odor etílico sendo exalado pelo ex-marido, além de outros sinais de embriaguez.

Observa-se que os policiais foram PACIENTES, CLAROS e LEGÍTIMOS em suas DETERMINAÇÕES, inclusive quanto à ordem para soltar a criança.

Houve desobediência e resistência por parte do autor (em vários momentos da ocorrência), que infelizmente se utilizava de uma criança (seu próprio filho) como ESCUDO para não acatar as determinações dos policiais e para se livrar das responsabilidades dos atos que até então cometeu.

A preocupação pela segurança e integridade física da criança era constante e o pai continuava a utilizá-la como escudo para não se submeter às ordens legais. Em alguns momentos onde o policial tentava conter o autor e fazer cumprir a LEI, o autor fazia movimentos bruscos e continuava a resistir, apresentando clara conduta de confrontamento.

Em determinado momento em que a posição do autor favoreceu uma ação policial, os policiais agiram para fazer cumprir a LEI e resguardar a INTEGRIDADE FÍSICA de todos os envolvidos, antes que a situação evoluísse ainda mais. Observa-se que a integridade física da criança foi priorizada, vez que foi imediatamente acudida e colocada em local seguro. A força física notória do rapaz, que usava seu próprio filho como escudo, trouxe, ainda mais, complexidade para a ocorrência, exigindo concentração e proporcionalidade na ação dos policiais.

A Polícia Militar é uma instituição séria, confiável, técnica e legalista. Em que pese à princípio não se vislumbrar ilegalidade por parte dos policiais segundo os relatos e imagens, será solicitada a instauração de procedimento investigativo para apuração dos fatos e das responsabilidades, inclusive dos eventuais comentários ofensivos e indecorosos que foram proferidos nas redes sociais de forma injusta e sem conhecimento de causa.”

O seu apoio é muito importante
 ASSINE o FORA TEMER.
AJUDE O BRASIL  ASSINE A PETIÇÃO

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA  
Comentários
0 Comentários

TESTE