REINALDO AZEVEDO É DEMITIDO DA VEJA E DA JOVEM PAN " PEGO NO GRAMPO "

JORNALISTA FOI GRAVADO PELA POLÍCIA FEDERAL EM CONVERSA POR TELEFONE COM ANDREA NEVES, IRMÃ DO SENADOR AFASTADO AÉCIO NEVES (PSDB); NO DIÁLOGO, ELE FAZ UMA CRÍTICA À REVISTA NA QUAL TRABALHAVA.
Reinaldo Azevedo não é mais colunista da "Veja". O jornalista, que ficou conhecido por suas publicações críticas ao Partido dos Trabalhadores (PT) desde o primeiro governo Lula, pediu à direção da revista, nesta terça-feira (23), pelo fim de seu contrato. A decisão foi tomada por causa da divulgação de uma gravação telefônica feita pela Polícia Federal na qual ele conversa com Andrea Neves, irmã do senador afastado Aécio Neves (PSDB). 
O site "BuzzFeed" foi quem publicou trechos do diálogo. Na conversa, Reinaldo Azevedo chama a "Veja" de “nojenta” por causa de uma reportagem de capa que abordava o pagamento de uma suposta propina a Aécio em Nova York, em uma conta em nome de Andrea. Fonte: (ORIGINAL)
  VÍDEO MAIS A BAIXO






  De acordo com o jornal “O Globo”, a conversa entre Reinaldo e Andrea consta do conjunto de áudios disponibilizado pela Procuradoria Geral da República no inquérito que provocou o afastamento de Aécio.
O jornalista não é alvo de investigação e as gravações não têm indícios de crime, o que gerou críticas de entidades de imprensa e até de desafetos do ex-colunista da "Veja" contra a PGR e a PF.

 A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) afirmou, em nota, que vê com preocupação a violação de sigilo de fonte protagonizada pela PGR. “A Lei 9.296/1996, que regula o uso de interceptações telefônicas em processos, é clara: a gravação que não interesse à produção de provas em processo deve ser destruída. O próprio Ministério Público, aliás, é que deveria cuidar para que isso aconteça”, diz o comunicado.
No texto, a Abraji destaca ainda que a inclusão das conversas entre Reinaldo e Andrea no inquérito ocorre no momento em que o jornalista tece críticas à atuação da PGR, o que sugere a possibilidade, segundo a associação, de o caso “se tratar de uma forma de retaliação ao seu trabalho”. Fonte: (ORIGINAL)






Diante da repercussão do caso, Reinaldo publicou em seu blog, hospedado no site da "Veja", um comunicado sobre o seu pedido de demissão no qual elucidou que Aécio e Andrea são suas fontes. Ele ressaltou também que “em qualquer democracia do mundo, a divulgação da conversa de um jornalista com sua fonte seria considerada um escândalo”.
Conforme o colunista Flávio Ricco, do portal "UOL", Reinaldo Azevedo também vai deixar a rádio Jovem Pan, onde apresentava o programa “Pingos nos Is”. O jornalista continuará o seu trabalho de comentarista no “Rede TV! News”. Fonte: (ORIGINAL)
VÍDEO LOGO A BAIXO:

DEIXE O SEU COMENTÁRIO:  



O seu apoio é muito importante
AJUDE O LULA  ASSINE A PETIÇÃO

CLIQUE
CLIQUE NO BOTÃO PARA ASSINAR
O seu apoio é muito importante 

Compartilhe este abaixo-assinado
Comentários
0 Comentários